Relações Virtuais

Quando comunicamos pretendemos passar uma mensagem ao nosso interlocutor.

Como o fazemos? usando texto e imagens, mas também com a voz, e a nossa expressão corporal.

Sabemos que a maioria das pessoas ao preparar-se para uma comunicação concentra 60% do seu esforço na mensagem (o que quer dizer), 30% no apoio visual a essa mensagem e eventualmente 10 % na voz e na sua expressão corporal.

Mas e o interlocutor? onde foca a sua atenção?

Cerca de 60 % do que entende vem da sua interpretação do tom de voz e da expressão corporal, 30% do apoio visual da mensagem e eventualmente 10 % no conteúdo da mensagem.

A verdade é que nos esquecemos muitas vezes de toda a componente do tom de voz e da nossa expressão corporal e facial que são determinantes para o que os nossos interlocutores apreendem da nossa mensagem.

Com a comunicação virtual e a sua presença cada vez mais relevante no nosso dia a dia, torna-se ainda mais importante a atenção à forma como nos expomos em frente do ecrã.

A verdade é que a importância da expressão corporal (facial) e da voz torna-se ainda mais relevante porque o interlocutor está mais focado apenas nestes aspetos.

A experiência demonstra claramente que é possível estabelecer uma relação empática e de confiança com os nossos interlocutores mesmo usando apenas um canal virtual.

Pessoalmente tinha dúvidas nomeadamente a trabalhar coaching ou mentoria, mas a vivencia dos últimos dois anos demonstrou claramente que é possível e que acontece com a mesma intensidade. É possível criar empatia e construir relações de confiança com os nossos interlocutores, mas é importante estar atento a todos os sinais que passamos e prepararmos cada contacto.

3 aspetos que considero mais importantes:

1-Tempo

No contacto virtual temos menos ferramentas para prender a atenção por isso é importante sermos claros, eficazes e gerir bem o tempo necessário, sendo pontual.

2- Espaço

Atenção ao fundo de ecrã e à utilização da partilha de slides em mais de 60% do tempo da reunião.

Verifique se o fundo de ecrã causa interferência com a sua imagem ou é causa de distração. Ligue a camara e tire uma foto antes. Teste.

3- Expressão e Voz

As suas expressões são fundamentais para a credibilidade e interesse da sua mensagem. O olhar, o sorriso, a postura; sobretudo a consistência entre o que diz e a forma como o diz.

A sua voz, o timbre, o tom, vão ser essenciais para despertar a atenção do seu interlocutor. Surpreenda-o mudando a tonalidade ou fazendo um silencio.

Em qualquer circunstância em que se processa a comunicação, é importante dedicarmos tempo a planear, a melhorar a nossa comunicação. Ela é fundamental para criar e manter laços com os colegas os colaboradores o mundo à nossa volta.

Um bom comunicador pode fazer a diferença.

Por Vera Norte, Founder & Managing Partner Comunicatorium PWN mentor

Clique aqui para ver a Entrevista.